top of page
Buscar
  • Valeria

Garoto de 12 anos se mata em consequência do bullying

Garoto não resistiu a pressão de amigos e tirou a própria vida

A reação de uma mãe após a morte do filho impressionou a cidade de Telford, Inglaterra. Amanda Stewart, de 39 anos, publicou em uma rede social fotos do filho morto.

O garoto Dylan Stewart, de 12 anos, estava depressivo desde que passou a estudar na escola Lakeside. Aluno da instituição há pouco tempo, Dylan sofria bullying dos outros colegas de escola por ser novato. Os meninos chegaram a apelidá-lo de Downie, referindo-se à Sindrome de Down, doença que Dylan não tinha.

Cada vez mais calado, o garoto tomou uma decisão drástica e enforcou-se. Os pais encontraram Dylan desacordado e o levaram a um hospital. O menino, entretanto, não resistiu e morreu. Foi nesse momento que Amanda tirou as fotos do filho e postou na internet. As imagens revelam Dylan ainda entubado, na cama do hospital, mas já sem vida, com a legenda: “Quero que os amigos dele vejam o que fizeram com meu filho”.

A reação de Amanda gerou críticas de algumas pessoas. A mãe se defendeu explicando que a intenção foi mostrar a que ponto o bullying pode chegar e tentar inibir esse tipo de agressão, para que outros jovens não tenham o mesmo destino que seu filho.

Amanda e o marido Robert deram entrevista ao jornal britânico Daily Mail e a mãe explicou seu ponto de vista. “As pessoas precisam receber um impacto, para entender o que o bullying é capaz de provocar”, contou ela ao jornal.

Em outro momento da entrevista, ela comentou: “Meu filho era humilhado na escola. É cruel. Nenhuma criança deveria passar por isso. Justamente por esse motivo que postei as fotos. São chocantes, mas servem como alerta a todos os pais que têm filhos que enfrentam esse problema”. Amanda esclareceu que outros pais apoiaram sua ação e que alguns confessaram que o bullying é comum na escola.

A direção de Lakeside não se pronunciou a respeito.

Não coloquei as fotos, muito chocantes. Apenas mais uma prova da seriedade do bullying e das consequências que pode ter na vida de uma criança.


138 visualizações0 comentário
bottom of page