top of page
Buscar
  • VALERIA REZENDE DA SILVA

Por que as vítimas de bullying sofrem em silêncio?


Quero falar hoje sobre uma questão do bullying que sempre me deixou pensativa. Por que seria que crianças e jovens, vítimas de bullying às vezes por muito tempo, se mantinham caladas, sem contar para ninguém o que sofriam na escola?

Inúmeras vezes, mesmo quando questionadas sobre o que vinha acontecendo, permaneciam caladas e nada diziam.

Depois de muito observar, manter contato com vítimas de bullying, e estudar, cheguei a algumas conclusões importantes, descritas no meu livro BULLYING NÃO É BRINCADEIRA, e que transcrevo abaixo.

1. Têm vergonha de estar sofrendo bullying. Eles introjetaram a ideia de que sofrer bullying é para os fracos, os perdedores e sentem uma vergonha imensa de isso acontecer com eles.

Muito dessa vergonha, principalmente dos meninos, vem do que aprenderam em casa. Os pais passam a lição "se apanhar, devolve"; "se chegar em casa chorando porque te bateram, vai apanhar mais ainda". O medo só faz aumentar e acham que é preferível sofrer sozinho do que sofrer mais humilhação em casa.

2. Têm medo de retaliação. Os agressores fazem muitas ameaças, e o medo e a ameaça se juntam para promover o "código do silêncio" que permite que os agressores continuem agindo.

3. Acham que ninguém pode ajudá-los, pela indiferença dos professores e a distância e falta de intimidade com os pais. Quando a escola fecha os olhos para o bullying, passa a mensagem que ali ele é tolerado e que nada será feito para combatê-lo e proteger a vítima.

4. Não contam aos pais para não fazê-los sofrer. É comum contarem na escola e pedirem para não contar aos pais que já estão cheios de problemas (desempregado, em processo de separação, doença na família, etc).

Portanto, é preciso que pais e educadores abram um canal de comunicação onde o aluno percebe que será ouvido atentamente e que algo poderá mudar.


2.836 visualizações0 comentário
bottom of page